top of page

BLOG

Expetativas vs Realidade no Treino

Boas pessoal!


Neste post venho abordar algumas questões acerca do que é atingível na Realidade vs Expetativas.

Com o "boom" dos media, principalmente das redes sociais, vemos muita coisa online que pode não corresponder à realidade. Muitas das vezes, o que vemos não vai de encontro àquilo que é real, fazendo com que criemos expectativas desmedidas e com que coloquemos objetivos muito difíceis (por vezes impossíveis) de alcançar. Atenção, que com isto não quero dizer que não hajam situações em que verificamos exatamente o contrário, e onde encontramos nos social media exemplos bem reais e exemplares.

Vou abordar alguns pontos que acho essenciais para este tópico, onde devemos ter algum cuidado, especialmente, quando observamos os resultados de outras pessoas e nos tentamos comparar com os mesmos.




1. O CORPO NÃO SE CONSTRÓI EM POUCO TEMPO


15 anos separam a primeira foto da terceira

Construir aquele corpo de sonho que estás a imaginar não é fácil. Primeiro porque pode ser um objetivo irrealista pois cada corpo é um corpo, e não temos todos as mesmas proporções, a mesma linha corporal, e cada corpo funciona com as suas próprias características. Isto significa que aquele corpo que idealizas pode nunca estar ao teu alcance meramente por características genéticas. Segundo, não vai ser, de certeza, em 2-3 meses que vais conseguir construir massa muscular significativa. Se queres maior definição muscular, por exemplo, para estares prontinho para a praia, tens de começar a pensar nisso muito antes do Verão estar a chegar.


A realidade é que é preciso paciência, muita paciência! Esse corpo que procuras atingir pode implicar um pouco mais do que aquilo que imaginas. É necessário mudar os hábitos atuais, introduzir o treino na rotina habitual, fazer ajustes na dieta (sim geralmente tens de mudar o que comes), fazer tudo isto de forma consistente e .... esperar.


O treino cria adaptações crónicas*, ou seja , que acontecem após uma exposição sistemática de exercício, em outras palavras, adaptações que só após algum tempo começam a aparecer e a ser notórias. E o que são estas adaptações? Aumento de massa muscular.


Portanto temos de ser pacientes! O treino de hoje só vai dar frutos daqui a um bom tempo! Não basta pensar que, só porque começamos a treinar o nosso corpo vai mudar "do dia para a noite".



2. A GENÉTICA MUDA COMPLETAMENTE A REALIDADE DE CADA UM


Corpos diferentes apresentam resultados diferentes. Tão simples como isto! A maioria das pessoas procede desta forma: vê um tipo de corpo no instagram > gosta > quer > vai para o ginásio tentar atingir esse mesmo corpo. As coisas não funcionam assim! Pessoal, cada corpo é um corpo! Geneticamente existem tipos de corpos que nem todos conseguimos atingir. Por exemplo, uma rapariga de ancas mais largas nunca irá conseguir ficar "fininha", por muito peso que perca, pois isto está relacionado com a sua estrutura óssea.

Diferentes formas do glúteo, Bret Contreras em "The Glute Lab" (2019).

O mesmo acontece no caso de um rapaz, por exemplo, que tenha uma cintura escapular mais fina e queira atingir uma grande largura de ombros. Devido à sua estrutura física, isso será muito difícil.



Para além disso, existem casos como: "Ah mas eu conheço uma pessoa que tem um corpo brutal e só come bolos". Novamente, reforço, cada um é como é. Se vocês comerem muitos bolos, muito provavelmente não vão ficar com um corpo igual a essa tal pessoa, não é verdade? Experimentem (ou não), podem ficar desiludidos (fica o aviso haha). Os nossos metabolismos funcionam de maneira diferente e algumas pessoas têm o "trabalho" mais facilitado do que outras.


"Ah mas ele mudou em 3 meses! " Nunca sabemos o que a pessoa fez, como fez, e se esconde ou não se utilizou outros "utensílios" e "ajudas" para conseguir aquele corpo. Muito cuidado com as redes sociais! As pessoas nunca vão mostrar os seus defeitos nas redes, vão mostrar os seus melhores ângulos e por isso pode levar a enganos.




3. A CONSISTÊNCIA É ESSENCIAL!


Só porque o teu atleta favorito só mete 1 post acerca de treino por semana não quer dizer que ele não tenha a consistência de ir pelo menos 3x/semana a treinar. Sim, tens de treinar de forma consistente. Não podemos mudar o nosso corpo se continuamos a fazer as mesmas coisas, algo tem de mudar.

Podes ter o melhor plano de treino feito pelo melhor treinador do mundo, juntamente com o melhor nutricionista do mundo a fazer-te a melhor dieta possível! Com tudo o que tu gostas, de acordo com o teu horário, feito a tua medida! Mas de que vale se não o fazes? Se queres ver resultados e o teu corpo a mudar, tens de ser persistente e recorrente no ginásio. E quando fores ao ginásio não podes ir lá "passear". Tens que realmente te dedicar e fazer um bom treino.




4. A ROTINA E O ESTILO DE VIDA TÊM UM PAPEL MUITO IMPORTANTE


Alguma vez olhamos para o espelho e realmente observamos que não somos atletas profissionais?


Muitas vezes não paramos para pensar que não temos o mesmo trabalho, a mesma rotina, a mesma disponibilidade diária, a mesma estrutura familiar nem profissional do que um atleta - que literalmente é pago para treinar. Isto fará com os horários, os tempos livres, os problemas e stresses do dia-a-dia, as horas de sono, a disponibilidade para cozinhar e até mesmo o tempo que temos disponível para dedicar ao treino, seja muito diferente entre cada um de nós.


Então neste caso, porque razão continuamos a tentar atingir um corpo, onde é essencial fazer um split de treino de 5x/6x semana, se apenas temos disponibilidade para 3x? Ou porque tentamos levantar as cargas que um atleta levanta quando nem conseguimos comer arroz 3 dias seguidos.


Há que ser realistas e colocar em nós mesmos objetivos possíveis de atingir. Se não somos bodybuilders profissionais é muito difícil viver a nossa vida como um! Portanto ajusta a dieta, o teu treino, o teu cardio às tuas necessidades, mas, MUITO IMPORTANTE, também à tua disponibilidade.


Não podes querer atingir um corpo desajustado àquela que é a tua realidade.





5. É NORMAL ATINGIR UM "PLATEAU"


O plateau é referido àquela fase do vosso treino onde não conseguem progredir cargas, mas também não baixam. Aquele momento em que tentam ganhar massa muscular mas não conseguem. Não é normal estar sempre a subir cargas a cada semana durante o ano todo. Se isso fosse possível seriamos todos powerlifters profissionais.


É normal haver semanas sem progresso, meses, especialmente quando as variáveis não são alteradas durante o treino. Temos de ter em conta outros fatores como o sono e alimentação, por exemplo. E mesmo com tudo isto alinhado, é possível ficar estagnado, e isso é normal, não tens de ficar preocupado.


"Mas o meu amigo está sempre a subir cargas!". Há que ter em conta outros detalhes como: ser principiante. O facto de ser novo no ginásio, faz com que corpo consiga estar sempre a se adaptar, porque o estímulo (treinar) surge como novidade. Por essa razão ele está sempre a melhorar, há quem diga que esta é a fase "da lua de mel". Eventualmente, com o tempo, esse teu amigo também irá estagnar.


Outro detalhe importante, a aprendizagem. As primeiras semanas no novo plano são sempre aquelas em que o nosso sistema nervoso tenta aprender um novo padrão motor e tenta ser mais eficiente. Logo, esses aumentos/ganhos iniciais não provêm de ganho muscular, até porque os ganhos são crônicos, mas sim da eficiência neural.


Em suma, estes são os grandes motivos que podem levar a uma expetativa muita alta ou baixa do que é a realidade de treinar. A falta de consciência sobre alguns destes pontos leva-nos a ter expectativas fora da realidade o que depois nos deixa frustrados e nos leva a desistir porque nunca sentimos que conseguimos atingir aquele corpo que sonhamos. Quando ambicionamos algum objetivo de treino, temos de ter noção se o mesmo é ajustado a nós, e se conseguimos fazer as adaptações necessárias na nossa vida para o alcançarmos.



Abraço e abreijos!

Elton Gouveia








105 visualizações

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page